PERDOEI, MAS NÃO ESQUECI

“Lindo mesmo é perdoar, é a arma que desarma as guerras, inclusive a interior”

Muitas pessoas tem dificuldade em pedir perdão, porém, sem o pedido de perdão, a ofensa, mágoa ou ressentimento formam uma barreira que afasta o casal. A consciência é afetada pela culpa, arrependimento ou remorso e isso só gera distanciamento do casal.

O dom de pedir perdão, pode ser aprendido, pois amar é perdoar e amar é pedir perdão sim! Quando não se pede perdão, abre-se a porta para que o outro peça justiça ou reparação. Quem já possui um acúmulo de sentimentos tóxicos, pode ser o estopim. A faísca que faltava para a vingar todos os sentimentos fétidos que carrega, talvez, desde a infância. Então, essa pode ser a oportunidade de vingar-se todas as feridas, descarregando apenas numa pessoa. Por isso alguns casais passam anos brigando. Ex-cônjuges são alvos frequentes para descarregar essa somatória de dores e expectativas frustradas. A vingança é a exteriorização do mal que estava guardado, acumulado.

A justiça repara os danos materiais, mas não estrutura o emocional, não restaura o relacionamento e nem cura o ressentimento.

E se você é do tipo que diz que perdoou, mas não esqueceu; perdoou, mas não sofre de amnésia, talvez, você nunca tenha perdoado ninguém, pois quando você ainda lembra com dor, ou se incomoda quando lembra do fato gerador da necessidade de perdão, é por quê ainda não está bem resolvido dentro de você.

A verdade que existem linguagens/maneiras diferente de se pedir perdão e quando conhecemos a linguagem do outro, fica muito mais fácil e simples de se resolver as mágoas. Alguns pedidos de perdão, parecem mais afronta, do que um me perdoe, se for numa linguagem diferente daquela que a pessoas esperava. Brigas de anos poderiam encerrar, com apenas um: Me perdoe! Mas, em muitos casos o orgulho prevalece e dor fica ali bloqueando os dois.

As cinco linguagens são:

1. Manifestação do arrependimento: “Sinto muito”.
2. Aceitação da responsabilidade: “Errei”.
3. Compensação do prejuízo: “Como posso fazer para me redimir?”.
4. Arrependimento genuíno: “Vou tentar nunca mais cometer o mesmo erro”.
5. Pedido de perdão: “Por favor, me perdoe”. Veja o vídeo e identifique a sua: https://www.instagram.com/tv/CCpQLZOgn-2/?utm_source=ig_web_copy_link

E se quer restaurar seu relacionamento, perdoe sempre!
Instagram @restauracaoderelacionamentos

Publicado por LUCIANA CONTERATTO

Desenvolvendo o melhor do SER humano. Resignificando feridas emocionais, fraturas emocionais da infância, reprogramando crenças limitantes e bloqueios emocionais, você atingirá plenitude em todas as áreas da sua vida. E quando você se cura, você Restaura seus Relacionamentos. A cura pelo amor da psicanálise, mais as poderosas ferramentas do Coaching Integral Sistêmico, PNL, desenvolvi um processo poderoso para restaurar, fortalecer, unir e gerar cumplicidade nos relacionamentos. LUCIANA CONTERATTO Gestora de Recursos Humanos; Psicanalista - Formação e Mestrado em Coach Integral Sistêmico; Analista de Perfil Comportamental; PNL. @restauracaoderelacionamentos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: